Amendoim

Letra

[John Ulhoa]

Acho que sou um cachorro sim
Acho que sou um cachorrim
Minha vida vai
Um ano contam sete
Rumo ao fim
Acho que ninguém tem dó de mim

Quase não me sobra tempo algum
Não conheço bem lugar nenhum
Fora do trabalho
Eu acho essa cidade
Tão ruim
Acho que ninguém tem dó de mim

Todo dia nasce um bebê
Pra dividir a vida com você
Todos os dias vão nascer
Bebês com meia vida pra viver
Todos os dias vão nascer
Ié ié ié!

Sou tão dedicado a ser comum
Anos vão passando um a um
E o tempo pela frente
Comigo é diferente
Conto assim:
Sete, catorze, vinte e um

Curiosidades

Fernanda: Vão dizer que determinadas músicas foram feitas para nossa filha. Mas há letras antigas sobre o tema. A gente usa a própria vida como inspiração, só que com uma dose de ficção para não ficar tão autobiográfico.

Fernanda: Claro que o cotidiano influencia. Mas, para a preservação da espécie "John e Fernanda", a gente adiciona uma boa dose de ficção. Se não vira autobiografia, ou a "banda do casal". John diz que hoje se inspira muito mais em Fernanda quando compõe. É por isso que antes ele cantava em mais faixas do que atualmente, já que elas não tinham o timbre e o jeito da cantora. Ela agora dá mais palpites também. Mesmo sem gravar violões e guitarra, nem assinar uma música sequer de Toda cura para todo mal.

Inspiração: Snoopy´s Classiks on Toys?

Arranjo de Lulu Camargo: aqui.

Clipe

Fernanda: Inspirada no Peanuts mesmo. A letra fala de tempo, cachorros, bebês e inadaptação. O clipe foi feito pelo Gabriel Barbosa, um novo talento aqui de Belo Horizonte, eu dei uns palpites no roteiro. Segundo os fãs, é uma das top 3 do disco.

Assista: Canal Pato Fu no YouTube.